Ministério da Educação
Educação

Bairros da Quilenda livres do analfabetismo

Trata-se dos bairros Oussague, Humba e Quirimbo, onde os adultos aprenderam a ler e a escrever, num total de mais de 15 mil pessoas.

O chefe de departamento provincial de inspecção da Educação, Carlos Queiroz de Sousa, adiantou que o município da Quilenda reafirma-se cada vez mais na conquista e consolidação do combate contra o analfabetismo.

Carlos Queiroz de Sousa disse que o seu pelouro tem um grande compromisso de tudo fazer para a erradicação do analfabetismo em toda extensão da província.

Por seu turno, a administradora municipal de Quilenda, Maria Monteiro, solicitou o envolvimento de toda a sociedade na mobilização das comunidades, para frequentarem as aulas de alfabetização.

A responsável municipal disse que as autoridades têm o combate à alfabetização na lista das grandes prioridades, para que as famílias possam dar um melhor contributo ao desenvolvimento da província e do país, em geral.

Neste sentido, Maria Monteiro apelou os líderes das comunidades rurais a incentivarem os membros das famílias, para que continuem a aderir as salas de aulas de alfabetização.

A administradora municipal lamentou o facto de, nalgumas localidades, existir ainda uma certa resistência da parte de homens em aderir à alfabetização e à aceleração escolar, atitude que a responsável condena. “Todos temos de aprender, não importa a idade e nem o nosso sexo”, lembra.

                                                                                Jornal de Angola